UFC 200: Amanda Nunes massacra Tate no primeiro round e é a nova campeã peso-galo

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Please enter banners and links.

Brasileira desbanca a favorita e leva o cinturão para casa (Foto: UFC)
Brasileira desbanca a favorita e leva o cinturão para casa (Foto: UFC)

 

O histórico UFC 200 deu o que falar na noite deste sábado (9) em Las Vegas (EUA). Grandes lutas, finalizações, nocautes e um espetáculo nunca antes visto no universo do MMA. No octógono de lona dourada, o Ultimate viu em seu main event a brasileira Amanda Nunes conquistar o cinturão peso-galo após finalizar Miesha Nunes no primeiro assalto. Outro destaque ficou por conta de José Aldo, que travou um batalha de cinco rounds com Frankie Edgar para levar para casa o cinturão “interino” da divisão do penas.

Na luta principal da noite, Miesha “Cupcake” Tate defendia seu cinturão pela primeira vez após destronar Holly Holm. E a campeã não conseguiu colocar seu jogo. Com uma estratégia certa e bem definida, a brasileira Amanda Nunes anulou completamente o jogo da americana.

Com golpes certeiros e pontentes, a Leoa magoou a americana, que ao ir a solo ficou muito vulnerável. A brasileira não desperdiçou a chance, pegou as costas de Tate e, no popular crossface, fez a americana dar os três tapinhas para se tornar a nova campeã peso-galo do FC.

“Sempre tenho no que melhorar e tento fazer as coisas acontecerem na minha vida. A Miesha é uma oponente dura. Todos sabem disso. Respeito muito a Miesha e sou a nova campeã. Por anos, trabalhei muito por esse momento. A sensação é incrível. Agora vou voltar para o Brasil, visitar minha família e levar esse cinturão comigo”, disse a nova campeã após o combate.

No co-main event, que marcava o retorno de Brock Lesnar ao Ultimate, um grande luta com o também duro Mark Hunt. Com o wrestling conhecidamente afiado, o ex-campeão peso-pesado conseguiu superar o rival após três rounds de combate. Após a luta, ele não escondeu a emoção.

“Tantos anos fora e não consigo descrever a sensação de estar aqui dentro novamente, de sentir esse clima. Estou muito feliz. Quero curtir esse momento”, disse.

Antes, Anderson Silva e Daniel Cormier se enfrentaram em combate previsível. Cormier, atual campeão meio-pesado, usou bastante a luta olímpica contra a lenda brasileira. Anderson, que aceitou a luta a dois dias do combate, até que teve uma boa atuação para quem não estava treinando. Mas acabou derrotado por decisão unânime dos jurados.

Em outra luta valendo cinturão na noite, o brasileiro José Aldo buscava sua recuperação após derrota e perda do cinturão para Conor McGregor, em dezembro do ano passado. Agora, a luta seria contra Frankie Edgar pelo título “interino”. Melhor em todo o combate, o brasileiro foi declarado vencedor por decisão unânime e foi direto desafiar o campeão linar, que estava no ginásio. Ainda no octógono, dedicou a vitória a André Pederneiras.

Confira os resultados do UFC 200:

Amanda Nunes venceu Miesha Tate por finalização aos 3m16s do 1º round;

Brock Lesnar venceu Mark Hunt por decisão unânime (29-27, 29-27, 29-27);

Daniel Cormier venceu Anderson Silva por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27);

José Aldo venceu Frankie Edgar por decisão unânime (49-46, 49-46, 48-47);

Cain Velasquez venceu Travis Browne por nocaute técnico aos 4m57s do 1º round;

Julianna Pena venceu Cat Zingano por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);

Kelvin Gastelum venceu Johny Hendricks por decisão unânime (29-28, 30-27, 30-27);

TJ Dillashaw venceu Raphael Assunção por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27);

Sage Northcutt venceu Enrique Marin por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28);

Joe Lauzon venceu Diego Sanchez por nocaute técnico a 1m26s 1º round;

Gegard Mousasi venceu Thiago Marreta por nocaute técnico aos 4m32s do 1º round;

Jim Miller venceu Takanori Gomi por nocaute técnico aos 2m18s 1º round.

Related posts

Leave a Comment