Resenha Prévia: UFC 209 – Para não deixar dúvidas!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Please enter banners and links.

Combate entre Woodley e Thompson é declarado empate majoritário no UFC 205 (Foto: Reprodução/UFC)

Fala mestre! Tudo Tranquilo ? Quem vos escreve é o jovem Matheus Lima, prestes a iniciar o curso de Jornalismo e muito entusiasmado para debutar na vida acadêmica. Sou redator aqui da TV Fight e também do site Tudo sobre MMA,  proponho-me a dissertar em alguns linhas sobre os eventos de MMA mais relevantes da semana, desta feita, estou aqui para de modo sucinto expor todas as questões envolvidas nas lutas principais do UFC 209.

O Ultimate retorna a T-Mobile Arena em Las Vegas, Nevada, para promover neste sábado (04) o reencontro entre o campeão Tyron Woodley e o desafiante Stephen Thompson, após o empate entre os dois em novembro do ano passado. O evento também trará o embate entre os pesos-leves Khabib Nurmagomedov e Tony Ferguson, para definir o novo campeão interino da categoria e o próximo a enfrentar o irlandês Conor McGregor.

Quando esteve pela última vez em Las Vegas, a organização presidida por Dana White viu sua estrela Ronda Rousey ser destronada pela brasileira Amanda Nunes por nocaute em apenas 50 segundos do primeiro round. Desta vez, não há uma grande celebridade na luta principal, mas há um duelo muito empolgante e bastante aguardado para sacramentar de vez quem é realmente o campeão da categoria dos meio-médios.

O wrestler de 34 anos, Tyron “The Chosen One” esperou mais de um ano para receber sua chance pelo cinturão até 77kg, a oportunidade só apareceu no UFC 201, em julho de 2016, e Woodley não decepcionou, aplicou um nocaute brutal sobre o então campeão Robbie Lawler ainda no round inicial e tornou-se o novo rei da divisão. O seu primeiro desafio já estava definido mesmo antes do confronto contra Lawler acontecer, seria o multi-campeão de Kickboxing Stephen”Wonderboy” Thompson. O californiano havia se credenciado em junho após as incríveis sete vitórias consecutivas, derrotando nomes como Johny Hendricks e Rory MacDonald.

O combate então foi oficializado, Tyron Woodley (17-3) enfrentaria Stephen Thompson (13-1) no UFC 205, o primeiro evento da organização no Madison Square Garden e o retorno a cidade de Nova York após longos anos de batalha judicial para liberação.

Momentos da luta entre Woodley e Thomspon no UFC 205 ( Foto: Reprodução)

Após uma guerra de cinco rounds em um confronto muito equilibrado e emocionante, onde ambos tiveram bons momentos, vimos o duelo ser declarado empate majoritário (47-47, 47-47, 48-47) e o campeão Tyron Woodley manter seu cinturão, porém, aquela batalha não acabava ali. Posteriormente, o “Wonderboy” pediu a revanche para que houvesse o tira-teima da luta.

Diversos fatores conspiravam para que a revanche não acontecesse, primeiro porque o brasileiro Demian Maia vinha de seis vitórias seguidas e estava clamando por sua chance ( o que era bastante coerente ) e segundo porque Woodley iniciou uma série de desafios a atletas de renomes da organização, no intuito de ganhar muito dinheiro com a venda de pay-per-views. Ele desafiou nomes como: Conor McGregor, Georges St.Pierre, Nick Diaz e até firmou um combate verbalmente com Michael Bisping, mas nada disso prosperou, para tristeza do campeão e também do Ultimate que iria faturar bastante.

Diante disso, o UFC cedeu ao apelo de Thompson e de boa parte dos fãs, descartou Demian, e oficializou Woodley x Thompson 2 para março, no UFC 209. Agora resta-nos aguardar até sábado com ansiedade, para este combate.

Encarada no evento promocional para o UFC 209 (Foto: Reprodução/UFC)

Opinião: O próprio Thompson deixou claro que não conseguiu usar sua movimentação como havia treinado e desejava fazer e também não demonstrou todo o seu arsenal, isso foi perceptível diante das últimas performances do californiano. Ele foi surpreendido pela força física do campeão que conseguiu sufocá-lo na grade em alguns momentos e impor uma forte pressão no ground and pound com o wrestling agressivo, além da forte potência nos socos. No meu parecer, o “Wonderboy” vai conseguir atuar com mais segurança e eficiência no combate de sábado, já ciente das armas do campeão ele estará atento e é provável que não cometerá os mesmos erros. Com o controle da distância mais apurado e utilizando seus golpes do Kickboxing com habilidade, constância e precisão creio que teremos um novo campeão para não deixar dúvidas.

Dando continuidade, falemos então do tão esperado embate entre Khabib Nurmagomedov ( 24-0) e Tony Frguson ( 22-3) na co-luta principal da noite.

O russo Nurmagomedov, condecorado na arte do sambo e um dos melhores wreslters atualmente no plantel do UFC, assusta pelo cartel de vinte e quatro vitórias e nenhuma derrota. No Ultimate são oito triunfos seguidos e esse número só não é maior talvez por causa do período de dois anos, entre 2014 e 2016, que o atleta passou inativo devido há consecutivas lesões. Em seu compromisso mais recente ele finalizou o americano Michael Johnson com uma kimura no terceiro round. Antes desta vitória ele chegou a afirmar que não lutaria mais pela organização caso vencesse Johnson e não recebesse sua chance pelo cinturão. Khabib manteve sua palavra, apesar de que não lutará pelo título definitivo dos leves e sim pelo interino, já que Conor McGregor desfruta de sua licença paternidade para cuidar da mulher e do filho recém-nascido.

Tony “El Culcuy” Ferguson vive sua melhor fase no UFC, são nove vitórias consecutivas, sendo cinco por finalização, uma por nocaute e três na decisão. O americano acumula oito prêmios na organização, dentre eles, três performances da noite e três lutas da noite. Seu estilo é único no octógono, singularidade e criatividade são palavras inerentes ao seu modo de lutar. Ferguson bateu atletas duros da categoria e mostrou muita garra e resiliência em certos combates para reverter situações e triunfar. Destaca-se entre suas vítimas: Josh Thomson, Edson Barboza e Rafael Dos Anjos.

Nurmagomedov e Ferguson são separados por Dana White (Foto: Reprodução)

A luta entre os dois quase que se torna um sonho utópico para os fãs, pois chegou a ser marcada duas vezes, porém em ambas teve de ser cancelada. A primeira tentativa foi em dezembro de 2015, mas o russo se lesionou, na segunda investida em abril de 2016 foi a vez do americano abandonar a luta devido um problema pulmonar. E por incrível que pareça os planos para o duelo ocorrer no dia 04 de março foram abalados por causa dos desacordos contratuais entre Ferguson e o UFC. Contudo, graças aos deuses do MMA o confronto enfim irá acontecer e ansiedade só aumenta diante das provocações e trocas de insultos entre os dois.

Opinião: Confesso meus amigos, não é nada fácil opinar para este combate. Uma luta sensacional, entre dois atletas brilhantes, não posso firmar um palpite, mas irei expressar meu prognóstico. Acredito que Khabib tenha vantagem pelo alto nível técnico na luta agarrada, o wrestling do russo é monstruoso e sempre foi eficiente, além de decisivo nas lutas. Suponho que ele conseguirá derrubar o americano, mas será que poderá mantê-lo no solo por muito tempo ? Como eu disse acima, as habilidades do americano para sair de situações embaraçosas e derrotar seus adversários de forma muita vezes inacreditável, são simplesmente fabulosas. São lutadores excelentes, que irão medir forças para decretar o melhor atleta da categoria e assim não deixar dúvidas sobre quem é superior. Limito-me apenas a esta conjectura, infelizmente não sinto-me confiante para sustentar um palpite.

 É isto leitores, nesta primeira edição do Resenha Prévia  comentei apenas as duas lutas principais do UFC 209, embora esteja ciente de que há outros combates interessantes no card, resolvi escrever somente isso, mas em outras oportunidades eu poderei discorrer sobre outras lutas. Desejo à todos um bom final de semana e um ótimo evento para todos nós. Oss.

Confira abaixo o card completo do UFC 209:

UFC 209
4 de março, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (a partir de 0h, horário de Brasília):
Peso-meio-médio: Tyron Woodley x Stephen Thompson
Peso-leve: Khabib Nurmagomedov x Tony Ferguson
Peso-médio: Rashad Evans x Dan Kelly
Peso-leve: Lando Vannata x David Teymur
Peso-pesado: Alistair Overeem x Mark Hunt
CARD PRELIMINAR (a partir de 20h30, horário de Brasília):
Peso-pesado: Marcin Tybura x Luis Henrique KLB
Peso-pena: Mirsad Bektic x Darren Elkins
Peso-galo: Iuri Marajó x Luke Sanders
Peso-pesado: Mark Godbeer x Daniel Splitz
Peso-meio-pesado: Tyson Pedro x Paul Craig
Peso-palha: Amanda Cooper x Cynthia Calvillo
Peso-galo: Albert Morales x Andre Soukhamthath

Related posts

Leave a Comment