Pro Wrestling: O maior espetáculo de lutas do planeta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Please enter banners and links.

Talvez o leitor não tenha conhecimento do fato, mas o maior espetáculo de lutas do mundo ainda não é o UFC e sim o WWE ( World Wrestling Entertainment ) e, em particular, o Show promovido por esta companhia e denominado Wrestlemania, que chega à competir em estrutura e numero de espectadores com o SuperBowl, a Liga de Futebol Americano ( NFL ), também muito popular nos EUA.

Embora os historiadores discordem quanto à origem do Pro Wrestling (Existem duas versões para o seu surgimento.Uma dá conta que a modalidade teria tido inicio no Ocidente no Século 19. A outra sugere a sua criação já no Século 20 por Rikidozam, um Coreano que fixou residência no Japão, onde popularizou o Puroresu – termo japonês que designa o espetáculo ).

Outro país no qual o Pro Wrestling é mais popular que o Futebol é o México e passeando pelas ruas de sua capital, não raro, você poderá esbarrar com crianças e mesmo adultos usando as mesmas máscaras dos seus ídolos da “ Lucha Libre ”. Estes são capazes de fazer lotar a histórica Arena México. Os ginásios do México são celeiros de jovens promessas que praticam diariamente o Pro Wrestling, com vistas à seguirem uma carreira Profissional.

Existem vários tipos de Pro Wrestling que não os exibidos na TV pela WWE ou TNA. As companhias independentes, também conhecidas como “ indies ” ( ou Indys ) nos EUA, costumam explorar em sua maioria o estilo Hardcore ( ou Extreme Rules Match, Hardocore Match, Unsanctioned Match ) bem mais violento e por vezes, sangrentos, quando até mesmo objetos são utilizados pelos lutadores.

Entre as mais violentas empresas de Pro Wrestling do mundo podemos citar a japonesa BJW (Big Japan Pro Wrestling ), CZW (Combat Zone Wrestling), wXw (Westside Xtreme Wrestling), IWA (Independent Wrestling Association) e as Mexicanas XLAW e DTU (Desastre Total Ultraviolento ).

Alguns lutadores costumam alternar sua careira de competidores de MMA com a de participantes de Pro Wrestling, sendo honestos com os públicos de ambas as modalidades esportivas e registrando seus recordes adequadamente, quais sejam os Sites Sherdog e WrestlingData, respectivamente.

Nenhum lutador vai se tornar mais Homem ou menos Homem por participar de Pro Wrestling. Rolles Gracie, por exemplo, membro da tradicional família de lutadores de JiuJitsu, alterna participações em franquias de MMA do porte do WSOF e KSW, com apresentações na NJPW ( New Japan Pro Wrestling ) onde já trabalhou com Kazushi Sakuraba no show Wrestlekigdom 8. Sakuraba, venceu quatro membros da família Gracie em lutas de MMA, tendo vindo dos eventos de Pro Wrestling.

Mesmo lutadores do UFC do porte de Ken Shamrock, Quinton “ Rampage ” Jackson, Tito Ortiz, Mark Coleman, Kevin Randleman, Tim Sylvia, Josh Barnett e Dan Severn, foram sequer questionados por alternar as competições de MMA com as de Pro Wrestling.
Severn tem um Recorde de mais de 100 lutas ( 101 – 19 – 07 ) no MMA e se fossem adicionadas à este suas lutas de Pro Wrestling, passaria fácil das 200 lutas.

Também não podemos esquecer que estamos falando de bolsas que podem girar em torno de 60 mil dólares.Portanto bem mais rentáveis que o MMA.

Apesar de lidar com cifras milionárias a maior contribuição do Pro Wrestling para comunidade internacional se deu no campo diplomático.Quando em 1995 a Coreia do Norte instaurou uma crise nuclear com os vizinhos Coreia do Sul e o Japão,o promotor Antonio Inoki (aluno de Rikidozan ), conquistou a simpatia do recém empossado Kim Jong II e conseguiu convencer o ditador dos benefícios de um evento de lutas em seu País.

O evento batizado de Collision in Korea entrou para a história como o maior evento de lutas de todos os tempos e um dos maiores da diplomacia esportiva da história, perdendo apenas para a Copa do mundo e Olimpíadas.

Atualmente, a Coreia do Norte continua à receber eventos de lutas, entre estes o IGF promovido pelo Antonio Inoki, não com o mesmo público do evento pioneiro no país, mas sempre bem aceito, até mesmo pela família de ditadores, que segundo algumas fontes, são fãs das lutas e amigos pessoais de Inoki.

Ainda hoje, Inoki intercala lutas de MMA com as de Pro Wrestling sempre na mesma edição do seu evento, fato que desagrada bastante aos fãs do MMA. Os mesmos que criticaram duramente Rolles Gracie por também participar do NJPW e esquecendo-se que os atletas profissionais também precisam pagar suas contas e botar comida na mesa.

*Texto do Colaborador Oriosvaldo Costa

Related posts

Leave a Comment