Competições de Pancrase conquistam a França

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Please enter banners and links.

Foi realizado nos dias 1 e 2 de Abril de 2017, o 1° Campeonato Francês de MMA com a participação de lutadores selecionados pela World MMA Association (WMMAA) e Comissão Nacional de Kempo (CNK). A competição teve lugar em Genebra, na Suíça, em virtude da atual legislação da França. “É decepcionante não ter o apoio do nosso governo, mas no final conseguimos obter o reconhecimento para a competição, com o apoio dos russos”, disse Eric La Rocca , diretor de CNK e representante francês do WMMAA.

Contundo, outros eventos de MMA já estão programados para serem realizados em várias cidades da França, incluindo Paris e Lyon, e isso em conformidade com a lei e decreto ministerial aprovada em outubro passado. Estes eventos serão sempre realizados sob as regras do MMA, de acordo com a Comissão Nacional de Kempo e MMA, em parceria com a WMMAA, que deverão organizar estes eventos na França.

Enquanto isso não acontece, os franceses não estão perdendo tempo e já conseguem driblar a legislação que ainda vigora no país.

Para isso, foram buscar inspiração no antigo “Pancrase japonês”, modalidade que aproxima-se bastante da realidade do MMA, apesar de este ter como característica golpes de mãos abertas no rosto, tanto em pé quanto no solo.

Assim sendo, os atuais eventos de lutas profissionais na França estão sendo promovidos sob as regras do Pankration ou “Pancrase francês” que tem como principal característica a disputa de golpes traumáticos em pé, tais como socos e chutes e apenas a parte “agarrada” quando no chão. São utilizadas luvas e as competições devem ser obrigatoriamente realizadas em ringues de corda. Esta é a versão aprovada pelas autoridades para a realização das lutas naquele país.

A competição mais famosa nesse formato atualmente é a Gladiators Fighting Arena, que realizou a sua 6ª edição no dia 4 de Março e teve lugar na cidade de Nime, na França. Seu promotor, Jean François Billon, agradece o apoio de Fredéric Touzellier, Prefeito de Générac, no departamento de Gard e sempre presente aos shows do GFA. Outro político que o promotor faz questão de agradecer é o Deputado Patrick Vignal, a cargo do relatório parlamentar sobre o MMA por ter vindo apoiar o esporte.

Feliz da vida com o sucesso da nova modalidade, Jean François Billon já prepara a próxima edição do GFA, que deverá ser realizada no próximo dia 29 de Abril, desta feita na cidade de Avignon, no sul da França.

Apesar de não poderem lutar em casa sob as regras profissionais unificadas (aquelas que são ditadas pelo UFC), os franceses têm dezenas de eventos para lutar nos países vizinhos e alguns chegam a competir em outros continentes.

O exemplo mais recente é Maguy Berchel. Eleita a lutadora do ano na França em 2016, Maguy competiu no TKO 36, show de MMA realizado em Montreal, no Canadá. Seu sonho é tornar-se a primeira lutadora francesa a participar do UFC. Atualmente ela ostenta um recorde profissional de 7 vitórias, 2 derrotas e 1 empate.

Maguy Berchel é mais um exemplo dentre vários que as competições de Pankration ou Pancrase são excelentes para a formação do lutador, e que estes podem fazer a transição com sucesso para competições nos moldes do UFC.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa
_

Foto : Maguy Berchel e seu técnico Mathieu Nicourt. Maguy Berchel é mais um exemplo dentre vários que as competições de Pankration ou Pancrase são excelentes para a formação do lutador, e que estes podem fazer a transição com sucesso para competições nos moldes do UFC.

Related posts

Leave a Comment